Rua Abiail do Amaral Carneiro

4º andar, Vitória-ES

+55 27 3022-0040

contato@grupofarmacro.com.br

Como fazer o planejamento de estoque de forma eficiente em sua farmácia

O estoque é o “coração” da farmácia; se ele não vai bem, tudo pode ficar comprometido. O desabastecimento ou a falta de mercadorias traz consequências imediatas aos resultados e às vendas. Não importa se você é proprietário, gerente ou balconista, todos devem saber claramente que o sucesso financeiro da farmácia não depende apenas do volume geral de vendas, mas do quanto cada produto contribui para o lucro do estabelecimento. Cada item vendido na farmácia contribui de alguma forma para o lucro geral. Conhecer esse dado é de extrema importância para o sucesso de seu trabalho. Compor o estoque de uma farmácia não é tarefa fácil, além de ser um grande investi mento: existe no mercado milhares de apresentações de medicamentos, o mesmo para itens de perfumaria.
Estoque de segurança (mínimo) e estoque máximo

Para definir corretamente o volume de estoque de cada produto e da farmácia inteira, o princípio é sempre o mesmo: partindo da VMD e da possibilidade de reabastecimento de sua farmácia pelos laboratórios ou distribuidores, deve-se definir qual o número de dias que a farmácia terá de estoque de segurança.

Estoque de Segurança (Mínimo) ou Ponto de Chamada: é a quantidade mínima de determinado produto que deve existir em estoque. Destina-se a cobrir eventuais atrasos no seu reabastecimento. Para esse cálculo, considera-se o número de dias que o distribuidor demora para entregar o produto depois de feito o pedido (por exemplo, quatro dias). Se multiplicarmos a VMD por quatro, saberemos qual é o estoque mínimo que deve existir em sua farmácia para fazer uma nova compra. Isso permite que o produto seja comprado e recebido antes do seu estoque acabar e não comprometerá as vendas. Seguindo o exemplo abaixo:
• VMD = 1 unidade x 4 dias (número de dias que demora a reposição). Portanto, a farmácia tem que ter quatro unidades quando fizer o pedido de reposição.
O sistema de reabastecimento pelo estoque mínimo garante que a mercadoria, em sua maioria, não acabe antes da nova chegar.
Estoque Máximo (EM): é o mais alto estoque permitido para a farmácia trabalhar adequadamente abastecida durante determinado número de dias, obedecendo às limitações de espaço físico, financeiras, etc.
Para calcular a entrada, estude a saída
Para verificar como está o atendimento em relação ao estoque, há um indicador fácil de ser usado: é a Verificação do Nível de Serviço Praticado (VNSP). Essa análise deve ser feita produto por produto. O nível do serviço é calculado da seguinte forma:
Estoque = (Estoque atual / Venda Média Diária) = dias
O resultado obtido será o número de dias necessários para que o estoque termine. Se esse valor for superior a dez dias, é preciso rever o estoque máximo desse produto. Atualmente, a não ser que a frequência de abastecimento seja superior a uma semana, as farmácias não possuem estoques máximos de produtos acima de 15 dias de giro. Se isso acontecer, revise os cálculos e as compras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *